.:: Brasil
.:: Celebridade
.:: CIDADE OCIDENTAL
.:: Concurso
.:: Destaque
.:: Direitos Humanos
.:: Diversão e Cultura
.:: Economia
.:: Educação
.:: Emprego
.:: ENTORNO
.:: Entretenimento / Cultura
.:: Esporte
.:: Goiás
.:: Grande Brasília
.:: Habitação
.:: Imprensa
.:: Internacional
.:: Justiça
.:: Meio Ambiente
.:: Negócios
.:: NOVO GAMA
.:: Opinião
.:: Polícia DF
.:: Polícia Entorno
.:: Polícia Outras Regiões
.:: Política Distrito Federal
.:: Política Entorno
.:: Política Nacional
.:: Religião
.:: SANTA MARIA
.:: Saúde
.:: Segurança
.:: Segurança Pública
.:: Solidariedade
.:: VALPARAÍSO DE GOIÁS
Após críticas de Ibaneis ao TCU, filha de ministro da Corte é exonerada do GDF
Ato foi publicado no Diário Oficial nesta sexta-feira (16). Governador afirmou que Corte 'não serve para m... nenhuma'.
 
Por Pedro Alves, G1 DF
Cristiane Nardes, ex-secretária executiva de governança e compliance da Casa Civil — Foto: Casa Civil do DF/Reprodução
O Diário Oficial do Distrito Federal desta sexta-feira (16) traz a exoneração de Cristiane Geiss Nardes Farinon (foto acima). Filha do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes, ela atuava no Executivo local como secretária executiva de Governança e Compliance da Casa Civil.
 
A exoneração ocorre um dia após o governador Ibaneis Rocha (MDB) fazer duras críticas ao TCU. Em discurso no Palácio do Buriti nessa quinta (15), o líder do Governo do DF afirmou que a Corte “não serve para m... nenhuma”.
 
Ao G1, o GDF informou que “os cargos comissionados são de livre provimento e que as nomeações e/ou exonerações são prerrogativas do Governador”.
Exoneração de Cristiane Nardes foi publicada no DODF — Foto: Reprodução
Ainda de acordo com o Executivo local, “as funções de secretária executiva de Governança e Compliance serão exercidas pela subsecretária de Compliance e Gestão”.
 
O DODF desta sexta também trouxe alterações nesse cargo. A antiga titular, Mariana Cruz Montenegro, foi exonerada e a subsecretaria de Compliance e Gestão agora será chefiada por Patrícia Helena Tavares Domingos dos Santos.
Ministro Augusto Nardes, do TCU — Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
 
Críticas
Durante o discurso na quinta, Ibaneis chegou a citar Cristiane Nardes (ouça áudio abaixo). “O Tribunal de Contas da União é um órgão que, na minha visão – me desculpa a Nardes, que o pai é ministro – não serve para nada. A não ser para atrapalhar a vida de governos e de governantes.”
 
'O TCU não serve para nada’, diz Ibaneis após decisão que restringe recursos do GDF
O episódio provocou reação do TCU. Em nota divulgada na quinta-feira, a Corte afirmou que "lamenta e recebe com surpresa a forma, o tom e o teor das declarações proferidas pelo governador".
 
Ainda de acordo com o tribunal, “o respeito mútuo sempre fez parte das relações entre o GDF e o TCU. O Tribunal trata com seriedade, transparência e observância à legislação todos os processos que julga”.
 
Decisão sobre Fundo Constitucional
As críticas de Ibaneis foram disparadas após decisão do TCU que proibiu o Governo do DF de usar recursos do Fundo Constitucional para pagar benefícios a aposentados e pensionistas das secretarias de Saúde e Educação.
 
Segundo o entendimento da Corte, essas despesas são de responsabilidade exclusiva do Tesouro do Distrito Federal. Portanto, diz o TCU, o uso de dinheiro do fundo para pagamento dos benefícios é irregular.
O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha — Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília
 
Na decisão, o tribunal deu 30 dias para que o GDF retire os aposentados e pensionistas da folha do Fundo Constitucional. Estipulou ainda prazo de 180 dias para que o governo decida como resolver a questão.
 
Já o Executivo local informou que vai recorrer ao STF. Segundo o GDF, a decisão do TCU pode implicar na suspensão do pagamento dos benefícios aos servidores inativos.
Fonte - G1/DF



Fonte: G1/DF
Publicado em: 16/08/2019 21:42
Link: http://www.agenciasatelite.com.br/website/siteplus/noticia/noticia_detalhe_23a.asp?id=495&idRegistro=24689
MAIS NOTÍCIAS

A canetada: Arruda deverá indicar o próximo Administrador do Gama.

CIDADES - Mesa Diretora da CLDF anuncia privatização do Plano de Saúde

Secretário de Desenvolvimento Econômico do DF, Ruy Coutinho pede exoneração

Deputado Robério Negreiros quer “Fila Única Emergencial” para leitos do DF

Covid-19: CLDF derruba veto à proibição de corte de água, luz e telefone

Após polêmica, distritais querem anular votação que incluiu ex-deputados em plano de saúde da CLDF

POLÍTICA - CLDF analisará veto à gratuidade para profissionais da saúde no transporte

Robério Negreiros parabeniza parceria entre Codhab e Anoreg que reduz preço de certidões cartorárias

POLÍTICA - CLDF cria programa para a contratação de voluntários não remunerados

Distritais aprovam gratuidade de carteira de habilitação a pessoas carentes

Ibaneis sobre Brasília: “Hora de celebrar a nossa gente”

CIDADES - Em reunião, Bolsonaro e Ibaneis flertam com a ideia de reabrir escolas militares no DF

CIDADES - Distrital prepara decreto para liberar funcionamento de templos religiosos

CIDADES Deputado usa trio elétrico para fazer doação de máscaras inservíveis

Higienização de ônibus públicos é aprovada na CLDF

Pets poderão ter entrada liberada nos hospitais

CLDF - Aprovada isenção de água e luz para quem paga tarifa mínima

DO ALTO DA TORRE Afago na colega: líder do governo na CLDF é exemplo de boa convivência

Aprovado projeto de Flávia Arruda que proíbe negativação no SPC e Serasa durante pandemia

Distrital Robério Negreiros enaltece o trabalho dos Jornalistas.

projeto de lei do Deputado Fernando Fernandes garante alimentação gratuita para os beneficiários do corona-voucher

GDF terá que disponibilizar tratamento aos professores com Síndrome de Burnout

Nosso Natal serve 46 mil refeições; média diária é de 23,7 mil

Gama e Santa Maria têm sábado de ceia especial

CLDF entra em recesso e terá votações eletrônicas na volta

Câmara aprova Projeto que proíbe supermercados de conferirem mercadorias

Os verdadeiros motivos da exoneração de Miro Gomes

Sob pressão: Luos é aprovada na Câmara Legislativa. Veja o que muda