Projeto de Lei nº 134/2019, que institui tratamento da Síndrome de Burnout aos professores da rede pública do Distrito Federal, foi aprovado, nesta quarta-feira (11), em segundo turno, no plenário da Câmara Legislativa do DF. A proposição, de autoria do deputado distrital, Robério Negreiros (PSD), tem como finalidade garantir aos professores acompanhamento médico capaz de diagnosticar, orientar e tratar o transtorno. A proposta estabelece ainda que a assistência médica será disponibilizada pelo Poder Executivo. 
Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Brasília (UNB), com mais de oito mil professores da educação básica da rede pública na região Centro-Oeste do Brasil, revelou que 15,7% dos entrevistados apresentam a Síndrome de Burnout, que reflete intenso sofrimento causado por estresse laboral crônico. 
De acordo com o Robério Negreiros, esta situação de desmotivação, no caso do professor, afeta fortemente a qualidade da aula, pois eles perdem entusiasmo e criatividade, sentindo, inclusive, menos simpatia pelos alunos e ficando pessimista quanto ao seu futuro. “Como forma preventiva do transtorno, é necessário melhorar substancialmente as condições de trabalho, seja nas relações entre alunos, professores, gestores e comunidade escolar. Essa mudança é lenta e estrutural podendo levar anos de reformulações legais, pedagógicas e administrativas”, frisou. 
A proposta segue agora para sanção do governador. 
 
 
Fonte - ASCOM - Deputado Robério Negreiros PSD/DF



Fonte: ASCOM - Deputado Robério Negreiros PSD/DF
Publicado em: 30/03/2020 16:51
Link: http://www.agenciasatelite.com.br/website/siteplus/noticia/noticia_detalhe_23a.asp?id=495&idRegistro=26267