De acordo com o ministro do TCU Bruno Dantas, houve falhas no cruzamento de dados durante a análise dos pedidos do benefício
Muita gente usava máscaras nas filas
 
Milhões de pessoas da classe média-alta estão recebendo, indevidamente, o auxílio emergencial de R$ 600, informou nessa quarta-feira (03/06) o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Bruno Dantas.
 
Dantas alegou uma falha no cruzamento de dados durante a análise dos cadastros. Segundo o ministro do TCU, não foi levada em conta, durante o processo, a declaração do Imposto de Renda (IRPF) dos pais.
“As denúncias, que não param de chegar ao meu gabinete, dão conta de que milhares, ou milhões, de filhos de classe média-alta que estão recebendo o auxílio emergencial por falta desse cruzamento elementar”, disse.
O benefício emergencial foi criado pelo governo federal para ajudar famílias de baixa renda, trabalhadores informais e desempregados durante a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.
Relator do processo que acompanha a implementação do auxílio de R$ 600, Dantas informou que até 10% dos pagamentos foram feitos indevidamente. A cifra chega a seis milhões de pessoas, segundo ele.
Fonte - Metrópoles



Fonte: Metrópoles
Publicado em: 05/06/2020 11:58
Link: http://www.agenciasatelite.com.br/website/siteplus/noticia/noticia_detalhe_23a.asp?id=495&idRegistro=26699