Fluminense se recusa a retornar e Botafogo não descarta buscar caminhos judiciais
 
Clubes debatem data de retorno do Carioca 
 Foto: Divulgação/FERJ
Em arbitral realizado nesta segunda-feira (15), a Ferj e os clubes aprovaram a proposta do retorno do Campeonato Carioca a partir do dia 20 de junho. A possibilidade de antecipação de partidas para as equipes que já se consideram prontas também recebeu aval. Flamengo x Bangu é o duelo que marcará o retorno do estadual no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (18). A entidade aguarda agora a aprovação das autoridades para o protocolo de segurança elaborado para a retomada das partidas. A expectativa é que este “ok” saia até quarta-feira (17), véspera do reinício da competição.
 
A segunda partida do rubro-negro será sete dias depois. Os jogos do Vasco foram marcados para 21 e 24 de junho. Já Fluminense e Botafogo se colocaram contrários a decisão de retorno do campeonato durante toda a reunião pedindo a volta para julho, com o argumento de darem tempo de treino aos atletas e os números da pandemia diminuírem. Porém, a FERJ marcou as partidas de ambos para os dias 22 e 24 de junho.
O tricolor carioca se posicionou de imediato e se recusou a retornar, enquanto no alvinegro atmosfera é de pleno inconformismo. Os dois clubes não descartam a busca por caminhos judiciais.
 “Seguimos achando precipitado o retorno do futebol porque entendemos que não é momento. A pandemia persiste. A maioria dos clubes do Rio de Janeiro querem voltar. Sendo assim, cedemos, mas desde que o Fluminense tenha um tempo justo de treino e que a prefeitura e o governo do estado autorizem a volta de forma oficial. Entendemos que nesse caso podemos avaliar um retorno. Como as datas marcadas (22 e 24) para o retorno dos nossos jogos são inaceitáveis, do ponto de vista da saúde de nossos atletas, não vamos a campo e vamos buscar as medidas na justiça desportiva para fazer valer o que é certo, já que se trata de um estado de calamidade pública“, disse o presidente do Fluminense Mário Bittencourt.
"É uma decisão de profunda desconexão com a realidade. Infelizmente, a maioria dos clubes no Arbitral entendeu ser o momento de voltar a disputar jogos, a despeito do cenário caótico vivenciado. Fomos contrários. Além disso, a preparação física, após longo período sem contato com bola, precisa de um trabalho adequado. Acionei o Departamento Jurídico assim que acabou o Arbitral. O Botafogo vai buscar defender os seus interesses caso as datas apresentadas sejam confirmadas. O futebol impacta sobremaneira a vida das pessoas e a mensagem para a sociedade que se deveria passar, nesse momento, não é de competição ou disputas", disse Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo.
Inicialmente a Federação propôs o retorno para dia 24 de junho, quarta-feira da outra semana. O Flamengo desde o início manteve a posição de retorno para o dia 18, quinta-feira, tanto o rubro-negro como o Bangu já voltaram a treinar há mais de 20 dias e estão prontos para entrarem em campo. Já o Vasco propôs o reinício da competição para o dia 20. Entre os menores, o Macaé se posicionou contra o retorno antes do dia 24, já que não voltou a treinar.
“O Bangu vai acatar o que ficou decidido no arbitral em relação ao reinício do campeonato, aguardando publicação da data do jogo contra o Flamengo”, disse Jorge Varela, presidente do Bangu.
Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!
A reunião estava marcada para as 15 horas, mas começou com aproximadamente 1h30 de atraso. Por volta das 21h uma "parada técnica" por um pouco mais de uma hora, seguindo a reunião até 01h30. O Arbitral foi suspenso e retornará nesta terça-feira (16) às 20h, quando serão discutidos, por exemplo, os horários e os locais dos jogos. Todos os clubes foram representados por seus presidentes, a exceção é o Flamengo. Cacau Cotta, diretor de relações externas, e Bruno Spindel, diretor executivo de futebol, falaram em nome do clube.
Demais pautas
Outras pautas foram debatidas e algumas mudanças ficaram definidas:
- O número de substituições passou de três para cinco com a possibilidade de três paradas sem contar o intervalo
- O número de jogadores amadores permitidos por time passou de quatro para usar até 12 atletas, uma alternativa para ajudar os clubes menores.
- Atletas que já atuaram no Carioca por um time e mudaram de equipe estão autorizados a jogarem pelo novo time. 
Confira as datas da próxima rodada do Carioca
Dia 18/06 - Bangu x Flamengo
Dia 21/06 - Vasco x Macaé
Dia 22/06 - Botafogo x Cabofriense
Dia 22/06 - Fluminense x Volta Redonda
Fonte - Esporte Interativo



Fonte: Esporte Interativo
Publicado em: 17/06/2020 10:39
Link: http://www.agenciasatelite.com.br/website/siteplus/noticia/noticia_detalhe_23a.asp?id=495&idRegistro=26760