De acordo com o secretário de saúde, o GDF já está organizado para o enfrentamento de uma possível segunda onda do novo coronavírus Sars-CoV-2
Em entrevista coletiva, o secretário de Saúde Osnei Okumoto, disse nesta segunda-feira (30), que um inquérito epidemiológico, com mais de 100 profissionais de saúde, será aplicado nas 34 regiões administrativas do DF a partir desta quarta-feira (2). 
Durante coletiva de imprensa virtual, na manhã desta segunda-feira (30), o secretário de saúde Osnei Okumoto afirmou que um inquérito epidemiológico, envolvendo mais de 100 profissionais de saúde, será aplicado nas 34 regiões administrativas a partir desta quarta-feira (2).
“O DF apresentou um aumento, não tão acentuado, do índice de transmissão do coronavírus. Estávamos com índice abaixo de 1 e agora estamos registrando a marca de 1,3 . O inquérito epidemiológico vai nos trazer dados mais precisos sobre a chegada de uma possível segunda onda de Covid-19. Mas nós estamos aqui para demonstrar que o GDF está preparado para fazer este enfrentamento”, garantiu o secretário de saúde.
Osnei Okumoto aproveitou a oportunidade para pedir a mobilização da população.
“É importante que a sociedade faça a sua parte respeitando o distanciamento social, mantendo o uso de máscara e, caso tenha sido testado positivo, respeitar o isolamento de 14 dias”, declarou o secretário de Saúde.
Dados Covid-19
No último domingo (29), foram registrados 627 casos novos de Covid-19 e cinco óbitos. A taxa de transmissão R(t) do DF, calculada na semana encerrada em 27/10 está em 1,3. Foram registradas 30 RAs com R(t) acima de 1 (conforme tabela) correspondendo a 88% das RAs do DF com aumento. Isso indica a expansão da transmissão da doença no DF. Os dados foram captados do Lacen, laboratórios privados e sistemas oficiais do Ministério da Saúde.
Leitos de internação
A rede pública possui leitos de UTI e enfermaria reservados para atender pessoas acometidas com o novo coronavírus. São 205 leitos de UTI Covid em nove hospitais. Desses, segundo dados registrados na noite de domingo (29), 124 estão vagos.
Também existem leitos de UCI e Ucin, que possuem suporte para ventilação mecânica. São 112 de UCI e Ucin, em dez hospitais. Destes, 66 estão vagos. Leitos de enfermaria são 293 no total, com 129 vagos. De enfermaria são 290 leitos em 3 hospitais, mais o Hospital de Campanha da PM. Hoje, são 130 leitos vagos.
O secretário de Saúde orienta que “as pessoas que apresentarem os sinais e sintomas de febre, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, perda do olfato ou do paladar devem procurar as UBSs”, disse Osnei Okumoto.
Fonte - Radar-DF



Fonte: Radar-DF
Publicado em: 01/12/2020 11:36
Link: http://www.agenciasatelite.com.br/website/siteplus/noticia/noticia_detalhe_23a.asp?id=495&idRegistro=26876