O youtuber Derick Silverio, conhecido nas redes sociais como SilverCop, protagonizou uma cena lastimável que foi gravada e reproduzida em seu canal na plataforma. O episódio teria ocorrido no último dia 28 de dezembro, mas somente nesta quarta-feira, 6, o vídeo ganhou repercussão na web.
 
O vídeo que circula na internet desde o final de dezembro, onde o blogueiro Derick Silverio, conhecido como Silvercop, que tem mais de um milhão de seguidores no YouTube, vai tirar satisfações e dá tiros na casa de um homem que teria chamado sua mãe de “macaca”, é falso.
 
O suposto racista, na verdade é um amigo de Silverio chamado Renato Klem, que morreu em acidente onde o próprio blogueiro estava envolvido.
 
O acidente ocorreu na região de Ponta Grossa (PR) onde Renato Klem, que estava no banco do passageiro do veículo, morreu. Derick, que estava ao volante, e outros dois passageiros se feriram.
 

 
O soldado Mourão afirma, em vídeo publicado na manhã desta sexta-feira (8), que Renato Klem, morto no acidente, “é o racista que vocês estavam morrendo de ódio”.
 
Segundo informações obtidas com Rodrigo Lucas, amigo de Klem, “o acidente foi no km 548, próximo ao pedágio de Curitiba”. “Eles bateram na traseira do caminhão”, disse Lucas, que prestou sua homenagem ao amigo nas redes sociais.
 
O vídeo original não foi encontrado no canal do YouTube de Derick Silverio, mas há uma cópia idêntica que ainda circula nas redes. Veja abaixo:
 
 
 
Após polêmica Youtuber lança vídeo falando sobre os fatos
 
De acordo com Derick, os policiais teriam questionado se ele e os ocupantes do veículo teriam passagem policial
 

 
O Youtuber Derick Silvério, conhecido no Youtube como SilverCop, lançou em seu canal oficial um vídeo neste sábado (9), em resposta a um vídeo feito pelo Soldado Mourão em seu canal oficial, referente aos fatos envolvendo o seu nome sobre a polêmica do vídeo que viralizou nas redes sociais no início desta semana, que mostra o momento em que ele faz um disparo de arma de fogo para o alto e no portão da casa do suposto homem que teria praticado racismo contra a mãe dele, e sobre o acidente em que vitimou Renato Klem, de 30 anos
.
De acordo com o youtuber, após o acidente, Renato foi encaminhado a um hospital, e ele, juntamente com as outras duas vítimas que estavam no interior do veículo no momento do acidente, foram encaminhados a outro hospital. Logo após, policiais teriam chego no quarto em que ele estava, e, segundo o que ele relata no vídeo, teriam feito perguntas sobre o acidente.
 
“Após 5 minutos em que eu tinha recebido a notícia que o Renato tinha morrido, dois policiais entraram no quarto em que eu estava, e eu passei todas as informações a eles, porém, algumas das perguntas foram, como eu ganhava dinheiro, e quanto eu ganhava em dinheiro com o meu canal, o que mostra que o intuito era rodeado em mídia social. Uma das perguntas também era se eu e os outros envolvidos no acidente tinham passagens pela polícia, afirmando ainda que nós tínhamos passagens, questionando duas vezes a mesma coisa”, disse o youtuber.
 
Segundo Derick, o motivo da viagem até Balneário Camboriú foi trabalho.
 
“Eu não fui para Santa Catarina para fugir de nada, o Renato não foi para fugir de nada, eu fui trabalhar e ele (Renato), tinha compromissos lá e me pediu para ir junto. O sucesso do vídeo fazia o Renato feliz. No próximo dia 18 de Janeiro ele iria abrir um canal, e eu iria aparecer constantemente, por que a nossa vida era junto”, disse Derick.
 
O youtuber termina o vídeo dizendo que se o vídeo era fake ou não, não muda a mensagem em que ele queria transmitir.
 
“Se o vídeo era fake ou não, não muda em nada a mensagem em que ele quer passar. ‘pretos’ e ‘pretas’ bombardearam de mensagens dizendo o quanto aquilo foi ótimo de ver, o quanto aquilo trás poder, o quanto aquilo trás força, agora, ligar aquilo a morte de alguém, e principalmente a alguém especial ao ponto que o Renato era pra mim, é falta de vergonha na cara. O meu conteúdo é feito para alegrar as pessoas, e tudo o que foi falado aqui é em honra e respeito a alma do Renato. As pessoas que me acompanham, que gostam de mim, e acompanham o meu canal, precisavam ouvir o que realmente é a verdade”, afirmou Derick.
 
O youtuber afirma que esta a disposição da justiça para esclarecer os fatos, e dar a sua versão da história.
 
“Estou esperando a intimação policial para esclarecer tudo o que eu eu preciso esclarecer, e bater de frente com o que preciso bater” disse Derick.
 
Em um outro vídeo postado em um outro canal, onde o proprietário, Carlos Eduardo, entrevista os outros dois ocupantes do veículo, o Youtuber e empreendedor, rebate as críticas feitas ao SilverCop pelo Soldado Mourão, e faz duras críticas a forma em que o soldado expôs os fatos em seu canal.
 
“O que me traz aqui é a covardia em que estão levando os fatos. O policial se refere nesse vídeo ao Derick como um principiante de bandido, que eu sei que ele não é. Eu estar fazendo esse vídeo aqui é me rebaixar ao seu nível (Soldado Mourão). Eu queria entender se você responde pela polícia?, A PM que é designada a servir e proteger a sociedade, agora tem policiais e youtubers? A Polícia Militar, algo honroso, ter youtubers se intrometendo na vida alheia?”, questiona Carlos Eduardo.
 
O soldado Mourão também rebateu as críticas feitas pelo SilverCop em uma live em seu canal oficial, questionando o youtuber sobre a veracidade dos fatos informados por ele.
 
“Mostre a sua CNH para todo mundo, ai sim você pode me dar um cala boca. Você disse que estava conduzindo o veículo, então se conduz um veiculo e se envolve em um acidente sem CNH, obviamente deve responder quem é o condutor naquele momento. Gostaria que você mostrasse o vídeo sem borrar a cara do rapaz que supostamente teria xingado a sua mãe, assim você provaria que não é o seu amigo. Eu não mandei policial nenhum, os policiais foram acionados, eles disseram que já tinham feito a pesquisa da ficha de todos que estavam com você, não houve pedido de força como você fala. A PM não trabalha de forma arrogante assim. Os PM’s que foram ai foram fazendo pesquisa do trabalho deles”, disse o soldado.
 
O soldado ainda contrapõe os fatos mencionados pelo youtuber, de que ele não teria saído da cidade para dar um “tempo” nos fatos.
 
“Em muitos stories você disse que precisava sair para dar um ar, os seus inscritos disseram que vocês saíria da cidade para dar um ar, foi o que você disse anteriormente, não o que vc disse agora, que seria uma viagem a trabalho, então o seu vídeo pra mim não explica muita coisa”, disse Mourão.
 
O soldado termina o vídeo falando sobre a transparência do trabalho da PM.
 

 
“Eu simplesmente mostrei que o seu vídeo era fake e mostrei o que aconteceu. Eu no papel de policial honesto, eu quero que o trabalho da Polícia Militar seja feito com transparência para todas as pessoas, seja ela o mais rico ou a mais pobre, quero um trabalho policial militar com transparência e honestidade, só isso, nós estamos aqui para ajudar a população, boa noite e até mais”, concluiu o soldado.
 
Assista o vídeo do blogueiro:
 
 
Fonte: Paranavaí em Destaque com informações da Nova Londrina News e UOL 



Fonte: Paranavaí em Destaque com informações da Nova Londrina News e UOL
Publicado em: 09/01/2021 18:45:00
Link: http://www.agenciasatelite.com.br/website/siteplus/noticia/noticia_detalhe_23a.asp?id=495&idRegistro=26969