Governador do DF lamentou a perda do correligionário, que permaneceu três meses internado para tratar de complicações da Covid-19
JAQUELINE LISBOA/METRÓPOLES
 
O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), disse que a morte do prefeito licenciado de Goiânia (GO), Maguito Vilela (MDB), “nos priva de uma pessoa especial”.
 
O correligionário do chefe do Executivo teve o óbito confirmado nesta quarta-feira (13/1), após permanecer internado cerca de três meses para tratar de complicações da Covid-19.
 
“A morte do prefeito Maguito Vilela nos priva de uma pessoa especial, de uma liderança que sempre colocou o espírito público antes de tudo. Homem simples, teve o trabalho reconhecido como governador, senador, deputado constituinte, numa longa carreira marcada pelo compromisso com as pessoas que mais precisam de proteção, o que se refletiu em sua última vitória, para a Prefeitura de Goiânia. Perdem o MDB, Goiás, o Centro-Oeste e o Brasil”, registrou em nota.
 
Homenagem a Maguito Vilela - André Costa/Especial para o Metrópoles
 
Homenagem a Maguito Vilela - André Costa/Especial para o Metrópoles
 
Homenagem a Maguito Vilela - André Costa/Especial para o Metrópoles
 
Homenagens
 
Intubado, Maguito participou de pequena parte da campanha eleitoral e, mesmo assim, acabou eleito para a prefeitura da capital de Goiás. Ele chegou a ser diplomado dentro da unidade de terapia intensiva do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.
 
Nesta quarta, homens da Guarda Civil Metropolitana de Goiânia se posicionaram em frente ao Paço Municipal e homenagearam com uma salva de tiros o prefeito eleito da cidade, Maguito Vilela (MDB).
Cerca de 60 integrantes, segundo o subcomandante da Guarda, Danilo César, participaram do ato. O caixão com o corpo de Maguito saiu em cortejo do Hangar do Estado, às 17h48, levado em veículo aberto do Corpo de Bombeiros.
A homenagem foi recebida com salva de palmas pelos servidores presentes e segue agora para a Cidade Administrativa, em Aparecida de Goiânia.
 
Fonte - Metrópoles