Lance inicial do carro de luxo estava previsto para R$ 15 mil, 10% do valor médio do modelo. Pregão ainda terá outros 645 lotes
DIVULGAÇÃO/DETRAN
 
A quatro dias para o início dos lances no primeiro leilão de veículos apreendidos pelo Departamento de Trânsito (Detran-DF) de 2021, o proprietário do Camaro amarelo que seria leiloado quitou as dívidas e resgatou o veículo. O lance inicial para o veículo estava estipulado em R$ 15 mil, 10% do valor aproximado do automóvel. A visitação aos veículos só poderá ser feita até esta sexta-feira (15/1).
 
Marcado para ocorrer entre 18 e 20 de janeiro, o pregão conta com 645 lotes, entre sucatas, carros e motos. Com a retirada do Camaro do pregão, que ainda teve outros oito carros e uma moto resgatados, o lance de maior valor será de R$ 8 mil, para uma VW Amarok.
 
Para participar, os interessados devem se cadastrar no site do leiloeiro oficial com, no mínimo, 24 horas de antecedência ao leilão. Todos os lances serão realizados de forma on-line, podendo ser feito por qualquer pessoa com mais de 18 anos e residente no DF, sendo exigidas as seguintes documentações: identidade, CPF e comprovante de residência, uma vez que o Detran-DF não faz transferência para outras unidades da Federação.
 
O leilão
 
Os veículos oferecidos no pregão foram recolhidos pelo Detran por infrações de trânsito. Dos que permanecem disponíveis, o proprietário não recuperou o automóvel por não dispor da quantia necessária para saldar os débitos ou por esses eram superiores ao valor do carro.
 
No dia 18, primeiro do leilão, 147 sucatas serão leiloadas, que só podem ser adquiridas por profissionais habilitados para o desmanche. No dia 19, a partir das 9h, 254 carros serão negociados. Na quarta-feira (20/1), 244 motos poderão ser arrematados nos lances on-line. Nesse caso, qualquer pessoa maior de 18 anos e residente no DF está autorizada a participar.
 
Nessa edição, o produto da venda será abatido da dívida. Se arrecadar mais do que as multas, o Detran repassa o saldo ao proprietário. Se o preço obtido for inferior às quantias devidas, a diferença é inscrita na dívida ativa do DF. O novo dono recebe o veículo sem débitos.
 
O custo total do bem é a soma do valor do lance vencedor; dos 5% de comissão do leiloeiro; de 0,60% de ICMS; de uma taxa de serviço de R$ 75 a R$ 90; e de uma taxa de emissão do boleto bancário de R$ 5. O pagamento é à vista e há de se prever, ainda, os custos de transferências e de eventual emplacamento, com a nova identificação tipo Mercosul.
 
Visitação
 
Os bens são vendidos no estado em que se encontram, considerados examinados pelos licitantes, e não cabe quaisquer reclamações posteriores, nem direito à reclamação por vícios redibitórios e tampouco pedir abatimento no preço.
 
Haverá visitação para os veículos conservados no Pátio da FlexLeilões, no STRC Sul, Trecho 2, Conjunto B, lotes 2/3, próximo ao Detran do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), de 11 a 15 de janeiro, das 8h30 às 17h30. Para evitar aglomeração, é obrigatório agendar a visita por e-mail contato@flexleiloes.com.br, pelo WhatsApp (61) 99625-0219 ou pelo telefone (61) 4063-8301.
 
A visita é limitada ao exame visual do carro ou da moto. Não é permitido testar ou mesmo verificar as condições de funcionamento dos veículos, que são vendidos no estado em que se encontram, sem possibilidade de recurso ou reembolso em caso de reparos.
 
Confira o edital do leilão e a lista dos veículos (podem ocorrer modificações na lista até o dia do leilão):
 
 

 
 
 
 
Fonte - Metrópoles