Entre as reinvindicações, sindicato alega que os trabalhadores estão há 11 dias sem auxílio-alimentação
Reprodução
 
Os metroviários do Distrito Federal realizaram nova assembleia on-line na noite deste domingo (11/4) para discutir a possibilidade de greve. A maioria dos votos foi favorável pela paralisação da categoria, que se inicia, portanto, à meia-noite de sexta-feira (16/4).
 
O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários (Sindmetrô) alega que os trabalhadores estão há 11 dias sem auxílio-alimentação. Os debates tiveram início no começo do mês, após o fim da vigência de um dissídio coletivo mediado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) entre os empregados e a direção da Companhia do Metropolitano (Metrô-DF).
 
O sindicato destacou que se esgotaram todas as tratativas conciliatórias e tentativas de negociação com o Metrô- DF e, portanto, o movimento paredista se tornou única alternativa para recuperação dos direitos. Uma nova assembleia será realizada na véspera da greve, na quinta-feira (15/4), às 8h, para ratificar o movimento caso não haja novas propostas do Metrô-DF.
 
Fonte - Metrópoles