Presidente disse que, se projeto que legaliza a maconha para fins medicinais e científicos for aprovado pelo Congresso, ele veta o texto
 
Rafaela Felicciano/Metrópoles
 
Em conversa com apoiadores na manhã desta segunda-feira (17/5), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reclamou da discussão a respeito da legalização da Cannabis para fins medicinais e científicos e comparou a questão ao uso da cloroquina para tratamento da Covid-19.
 
O presidente respondia uma apoiadora que pediu atenção ao Projeto de Lei 399/2015, que se encontra em análise em uma comissão especial da Câmara dos Deputados.
 
“Isso é do Parlamento, se chegar pra mim eu veto. Engraçado, né? Maconha pode, cloroquina não pode”, respondeu Bolsonaro.
 
O texto prevê que a União poderá autorizar o plantio, a cultura e a colheita de qualquer variedade de Cannabis — planta também usada para produzir a maconha — não apenas para fins medicinais, mas igualmente para uso em pesquisas científicas e na indústria.
 
A conversa de Bolsonaro com apoiadores foi registrada e divulgada no YouTube pelo canal Foco do Brasil.
 
O presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores na saída do Palácio da Alvorada
Rafaela Felicciano/Metrópoles
 
Presidente Jair Bolsonaro conversa com apoiadores ao deixar o Palácio da Alvorada
Rafaela Felicciano/Metrópoles
 
Fonte - Metrópoles