Edital foi lançado nesta sexta-feira (21). Obras devem ter início no 2º semestre de 2021
 
O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) publicou hoje (21), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), o aviso de licitação da concorrência nº002/2021, que escolherá a empresa que vai realizar a construção do viaduto do Riacho Fundo, ao custo de R$17.206.035,095, provenientes de recursos de Fonte 100.
 
A abertura dos envelopes com as propostas das empresas participantes será no dia 23 de junho deste ano às 10h, na sede do Departamento.
 
A fase seguinte marcará a abertura das propostas de preço, que será analisada pela Comissão Julgadora Permanente (CJP) e posteriormente divulgada as empresas que estão habilitadas a participarem da concorrência, seguido pela escolha da empresa vencedora do certame.
 
“QUANDO CONCLUIRMOS ESTA OBRA, O TRÂNSITO DESTA REGIÃO VAI TER MAIOR FLUIDEZ COM A ELIMINAÇÃO DO GARGALO NAS PROXIMIDADES DA ROTATÓRIA, QUE FAZ COM QUE O TRÁFEGO DE VEÍCULOS FIQUE MAIS LENTO”FAUZI NACFUR, DIRETOR-GERAL DO DER-DF
 
A etapa final será a assinatura do contrato e na sequência a assinatura da ordem de serviço, para início imediato dos trabalhos. Todo este trâmite leva aproximadamente 60 dias. Iniciados os serviços, a previsão de execução da obra é de 365 dias.
 
A obra de arte especial será construída na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB/ DF-075), no acesso ao Riacho Fundo e à Área de Desenvolvimento Econômico (ADE) de Águas Claras. O local escolhido para a construção do viaduto é uma importante rota de entrada e saída de Brasília pela BR-060.
 
“Quando concluirmos esta obra, o trânsito desta região vai ter maior fluidez com a eliminação do gargalo nas proximidades da rotatória, que faz com que o tráfego de veículos fique mais lento”, afirmou o diretor-geral do DER-DF, Fauzi Nacfur Júnior.
 
Moradores de outras cidades beneficiados
 
Além do Riacho Fundo, a EPNB faz ligação com outras cidades do Distrito Federal, como Taguatinga, Santa Maria, Gama e Riacho Fundo II.
 
A construção do viaduto vai acabar com a lentidão próxima à rotatória, beneficiando aproximadamente 100 mil condutores que trafegam diariamente por aquele trecho. Este é o caso do pedreiro Marivaldo Fernandes, de 41 anos, morador do Riacho Fundo II, que atualmente trabalha no Plano Piloto.
 
“São muitos carros que passam por aqui todos os dias, e muitas vezes eu sou obrigado a sair mais cedo de casa para não pegar engarrafamento. Com a construção deste viaduto tudo vai ficar mais fácil”, completou satisfeito.
 
Fonte -AGÊNCIA BRASÍLIA *Com informações do DER/DF