Serão aplicadas 1.010 doses. É preciso apresentar crachá funcional ou contracheque recente e documento de identificação com CPF
 
A vacinação contra a Covid-19 para a área de educação começa nessa sexta-feira (21/5) no Distrito Federal. Porém, atenção: a lista dos primeiros vacinados é composta por 1.010 educadores: 80% deles atuam em creches públicas e privadas. Os 20% restantes são gestores das escolas públicas. Somente os listados serão imunizados.
 
A aplicação ocorrerá apenas na modalidade drive-thru, em apenas um local, das 9h às 17h, na Unidade Básica de Saúde 1, no Guará I (QE 06 – Área Especial). Segundo a Secretaria de Educação (SEE_DF), a vacinação está dividida por horários.
 
Os primeiros a serem imunizados serão 66 profissionais do Centro de Educação Infantil 06, de Taguatinga. A partir das 9h30, são esperadas 79 pessoas do Centro de Educação Infantil 01, de Brasília.
 
O calendário segue incorporando uma nova escola a cada meia hora – CEI 03, de Brazlândia; CEI Sussuarana, do Paranoá; Centro de Educação da Primeira Infância Flamboyant, de Brazlândia; Creche Cantinho de Você, da Candangolândia; CEPI Ipê Amarelo, de Ceilândia Norte e assim sucessivamente.
 
Os trabalhadores deverão apresentar crachá funcional, ou contracheque recente – para comprovar o vínculo – além de documento de identificação com foto e CPF. Todas as informações sobre a campanha de vacinação podem ser consultadas na página Vacina DF
 
As secretarias de Educação e de Saúde pedem que os profissionais convocados respeitem os horários definidos: “Não precisa de correria, não precisa atropelo, não precisa se aglomerar na porta da UBS. A vacinação vai acontecer pelo sistema de drive-thru, então todos têm de ir de carro, está tudo dividido por horário, dá tempo de os grupos serem vacinados calmamente”, destacam as pastas.
 
O secretário de Educação do DF, Leandro Cruz, garante que a fiscalização da lista de vacinação será rígida: “Não adianta ir para o posto de vacinação achando que vai chegar lá com uma carteirinha de professor e vai ser vacinado. Só vai receber vacina quem está com o nome na lista”.
 
Para que recebam a vacina, os servidores da Secretaria de Educação precisarão preencher a Ficha para Registro de Doses Aplicadas – Vacinação contra Covid-19. “Só precisa preencher o primeiro campo do formulário (marcado em amarelo abaixo), em que se pedem os dados pessoais”, explica o secretário executivo Fábio Sousa.
 
“Também estamos pedindo que levem um quilo de alimento não perecível para doação e, para o pessoal das escolas privadas, que levem também o contracheque, um documento pessoal com foto e algum comprovante do vínculo empregatício”, completa Fábio Sousa.
 
O DF ainda não recebeu doses suficientes para imunizar todos os profissionais da educação. Serão disponibilizadas, inicialmente, 5 mil doses para vacinar esse público. Não haverá atendimento no sábado (22) e domingo (23), retornando na próxima segunda (24) na UBS 1 do Guará.
Aulas em agosto
 
À medida que o GDF receber mais doses de imunizantes do Ministério da Saúde, novas listas de profissionais de educação serão aprovadas.
 
Luta
 
O processo de imunização será acompanhado pelos sindicatos dos Professores em Estabelecimentos Particulares de Ensino (Sinproep) e dos Professores do DF (Sinpro).
 
Segundo a presidente do Sinproep, Karina Barbosa, a vacinação é resultado de muita luta. “Esperamos que a vacinação seja ampliada o mais rapidamente possível para todos os segmentos”, afirmou.
 
A presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino (Sinepe- DF) Ana Elisa Dumont, também comemorou o início da vacinação para a área de educação. A presidente informa que não é necessário ser filiado aos sindicatos da categoria, seja laboral ou patronal, para ser vacinado.
 
Fonte - Agencia Brasília