Sessão pública para recebimento das propostas de empresas será realizada nesta segunda-feira (14/6), das 14h às 15h
Jacqueline Lisboa/Especial Metrópoles
 
Após diversos idas e vindas no processo de licitação para outorga de permissão de serviços funerários no Distrito Federal, a Secretaria de Justiça e Cidadania vai receber documentos das empresas interessadas na outorga nesta segunda-feira (14/6). A previsão é que a sessão pública ocorra das 14h às 15h.
 
O pregão por maior oferta prevê lance mínimo de R$ 195,2 mil por funerária. Pela previsão publicada no Diário Oficial do DF , em 13 de maio, as vencedoras poderão explorar e prestar serviços funerários na capital por 10 anos.
 
A entrega das propostas ocorre em meio a protestos e ações judiciais dos donos das empresas que prestam esse atendimento. Desde 2019, a licitação para a prestação de serviço das funerárias passa por intervenções jurídicas. Foram pelo menos três suspensões até o momento. A retomada do pregão sem redução do preço da outorga e sem a mudança de modelo de concessão tem revoltado os donos desse tipo de empresa na capital.
 
Insustentável
 
A presidente da Associação das Funerárias do Distrito Federal (Asfun-DF), Tânia Batista da Silva, recorre para que o pregão seja cancelado. “É um valor insustentável, baseado no serviço prestado em outro estado. As funerárias nunca terão esse retorno do valor mínimo. Além disso, estaremos comprando algo que já é nosso. As funerárias não dependem no governo para nada. Essa outorga não vale a pena para atuar no DF”, alegou Tânia.


 
 
Fonte -Metrópoles