A construção do viaduto da Epig custará aproximadamente R$ 27 milhões e deve gerar 300 empregos
 
Sec. Obras/Divulgação
 
A ordem de serviço para o início da construção do viaduto da Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig), batizado de Viaduto Luiz Carlos Botelho, será assinada nesta segunda-feira (21/6).
 
Segundo o Governo do DF, serão investidos aproximadamente R$ 27 milhões na estrutura. O viaduto será erguido na intersecção da Epig com o Sudoeste e o Parque da Cidade. As obras devem gerar 300 empregos.
 
A Epig é uma via de ligação para as saídas Oeste e Sul do DF. Com a construção do viaduto, os semáforos da região serão retirados para melhoria da mobilidade da via na altura do Sudoeste, onde ocorrem engarrafamentos.
 
Segundo o secretário de Obras e Infraestrutura, Luciano Carvalho, os veículos poderão circular com maior facilidade pela região após as obras: “Esta é mais uma importante obra que compõe o Corredor Eixo Oeste que tiramos do papel. Esse viaduto vai trazer mais fluidez ao tráfego desde a EPTG até o Eixo Monumental”.
 
O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF), Fauzi Nacfur Júnior, afirmou que com o novo viaduto “terá fim o gargalo que se forma tanto na entrada quanto na saída da estrada”. “É mais uma rodovia contemplada com uma grande obra para melhorar a mobilidade no DF”, disse.
 
Os trevos da Epig serão construídos em trincheiras, de forma subterrânea. Segundo o GDF, com a mudança, quem sair do Parque da Cidade em direção ao Sudoeste não terá mais que passar por semáforos e retornos, seguindo direto, sob a Epig, para a avenida das Jaqueiras.
 
Também será permitida a saída do Sudoeste, na altura da avenida, e o acesso à estrada parque no sentido Plano Piloto e vice-versa, sem necessidade de retorno.
Outros viadutos
 
O GDF disse que 49 viadutos estão em construção, manutenção ou já foram entregues, desde 2019. “O investimento nessas obras, até agora, é de aproximadamente R$ 280 milhões”, afirmou.
 
De acordo com o governo local, a licitação do viaduto do Riacho Fundo deve ser realizada nesta quarta-feira (23/6). A estimativa é de que a licitação do viaduto do Itapoã-Paranoá será concretizada em 6 de julho. O GDF pretende investir R$ 17 milhões e R$ 35 milhões nas obras do Riacho Fundo e do Itapoã-Paranoá, respectivamente.
 
O viaduto de Sobradinho deve ser liberado para licitação, pela Caixa Econômica, na próxima semana, segundo o GDF. Com o projeto aprovado, o investimento do GDF deverá ser de R$ 34 milhões.
 
Fonte - Metrópoles