Chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha afirmou que 58% da população do DF recebeu pelo menos uma dose dos imunizantes contra Covid-19
Igo Estrela/Metrópoles
 
O secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, comemorou que o Distrito Federal alcançou o terceiro lugar no ranking das unidades da Federação (UFs) que mais aplicaram doses de vacina contra Covid-19 na população. A declaração ocorreu nesta segunda-feira (16/8) durante coletiva de imprensa realizada no Palácio do Buriti.
 
Até então, o ritmo de imunização da Secretaria de Saúde era alvo de críticas da população, mas o recebimento de doses extras por parte do Ministério da Saúde e a possibilidade de não agendamento para receber a aplicação, segundo ele, aceleraram o plano local desenvolvido pelo Governo do Distrito Federal (GDF).
 
Da última quinta-feira (12/8) até agora, subiu de 53% para 58% a população que recebeu pelo menos uma dose das vacinas contra Covid-19 na capital federal. O número pode sofrer atualização após o mutirão realizado no fim de semana.
 
“Por que eu falo que esse terceiro lugar, para mim, tem sabor de primeiro? Os dois estados que estão na nossa frente não seguiram a determinação do Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. O estado de São Paulo, pela facilidade de ter o Instituto Butantan, e, preferencialmente, mais doses. Da mesma forma, o estado do Rio Grande do Sul, que utilizou a segunda dose como primeira e que teve essa questão da vacinação da população de fronteira. Então, acho importante destacar isso, esperando que, com o lançamento dessas vacinas aplicadas no fim de semana, a gente possa avançar cada vez mais”, disse.
 
Novo grupo etário
 
Gustavo Rocha também afirmou que a vacinação dos jovens com 18 e 19 anos começará a partir das 12h desta terça-feira (17/8) no Distrito Federal. Geralmente, o horário se inicia às 8h, mas o atraso do envio pelo Ministério da Saúde de um componente específico para o preparo da vacina da Pfizer fez com que a Secretaria de Saúde mudasse o começo da imunização.
 
As demais faixas etárias contempladas pela campanha de vacinação do DF receberão os imunizantes no horário normal de abertura dos postos.
 
De acordo com a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), há a estimativa de 100 mil pessoas para essa faixa etária na capital da República. Nesta fase da imunização, a Secretaria de Saúde separou 98,5 mil doses a serem aplicadas nos próximos dias.
 
“Houve uma falha no envio desse diluente pelo Ministério da Saúde, então, esse produto só vai chegar hoje à noite. Por essa razão, a vacinação desse público começará ao meio-dia. Isso é para que as pessoas tenham a informação e que não procurem o posto de vacinação antes desse horário. Pode ser que antecipe, mas é o tempo necessário para a preparação das vacinas, que tem uma preparação toda diferenciada. Então, em razão disso, a vacinação desse público começa amanhã ao meio-dia”, reforçou.
 
Fonte - Metrópoles