Sandro Torres Avelar vai substituir Cairo Duarte, que ocupará o cargo de adido no Canadá
 
 
EBC/Memória
 
O delegado da Polícia Federal Sandro Avelar foi escolhido para ser o novo diretor-executivo (Direx), o segundo posto na hierarquia da corporação. A indicação foi feita pelo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino. A informação foi confirmada pela coluna.
 
Ele deve voltar ao Brasil ainda neste mês, quando a nomeação será publicada no Diário Oficial da União (DOU). Sandro Torres Avelar vai substituir Cairo Duarte, que ocupará o cargo de adido no Canadá.
 
Um helicóptero foi usado no treino
 
 
Sandro é bacharel em Direito pela Universidade de Brasília (UnB). Delegado de Polícia Federal desde 1999, já exerceu os cargos de diretor do Sistema Penitenciário Federal no Ministério da Justiça e liderou o combate ao crime organizado na Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal.
 
Avelar também foi coordenador-geral de Recrutamento e Seleção da Academia Nacional de Polícia (ANP) e integrou a Comissão da Reforma do Código de Processo Penal no Senado Federal. Já exerceu o cargo de professor de direitos humanos na ANP. O policial também foi presidente da Fundação da Polícia Federal. Em abril de 2006, foi eleito presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) por dois mandatos e encerrou sua gestão em abril de 2010.
 
O delegado assumiu a Secretaria de Segurança Pública do DF em 2011 e ficou até 2014, quando saiu para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados pelo MDB. Recebeu 21.888 votos, mas não se elegeu. Em 2016, se desfiliou da legenda. Avelar também foi presidente da Comissão Nacional de Segurança Pública dos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Conportos), do Ministério da Justiça. No ano seguinte, o delegado ocupou o cargo de Direx na gestão de Fernando Segovia, no governo de Michel Temer.
 
Fonte - Metrópoles