.:: Brasil
.:: Celebridade
.:: Concurso
.:: Destaque
.:: Economia
.:: Educação
.:: ENTORNO
.:: Entretenimento / Cultura
.:: Esporte
.:: Goiás
.:: Grande Brasília
.:: Internacional
.:: Justiça
.:: NOVO GAMA
.:: Obituário
.:: Opinião
.:: Polícia DF
.:: Polícia Entorno
.:: Polícia Outras Regiões
.:: Política Distrito Federal
.:: Política Entorno
.:: Política Nacional
.:: Religião
.:: SANTA MARIA
.:: Saúde
.:: Segurança
.:: Segurança Pública
.:: Solidariedade
.:: VALPARAÍSO DE GOIÁS
BRASIL - Sob pressão, Câmara adia votação de PL que tira poder de governadores sobre PM
 

 

   
Foto: Agência Brasília
 
Diante de reações negativas até mesmo de comandantes de PMs, a Comissão de Segurança Pública e Crime Organizado da Câmara adiou nesta terça-feira, 2, a votação do projeto de lei que retira poder e controle de governadores sobre a Polícia Militar. Como o Estadão revelou, deputados de origem policial da base do governo Jair Bolsonaro ressuscitaram a proposta de instituir a lista tríplice como forma de escolher os comandantes-gerais, criar um mandato de dois anos para eles e dar autonomia orçamentária e blindagem política contra eventual demissão. A pedido da oposição, o presidente da comissão, deputado Aluísio Mendes (Podemos-MA), anunciou que pretende deixar o projeto de lei fora de pauta até o fim das eleições.
 
“Dificilmente esse projeto voltará à pauta, meu pensamento é de não pautá-lo tão cedo. Se for decisão unicamente deste presidente, o projeto não voltará à pauta até as eleições”, disse Mendes, com a ressalva de que coloca em votação aquelas propostas que tiveram mais apelo e aval da maioria dos integrantes do colegiado, dominado por bolsonaristas. O deputado avaliou que o momento político não é propício ao debate do texto.
 
O deputado, que é delegado de Polícia Federal, também se disse contra a ideia de limitar a escolha dos comandantes-gerais pelos governadores. “Não existe paralelo no mundo de polícia que se submeta a uma lista tríplice”, disse o presidente da comissão.
 
A oposição pediu que o projeto de lei não seja mais pautado pelo menos até o fim do período eleitoral, sob argumento de que a proposta teria vínculos diretos com movimentos autoritários que pregam a ruptura democrática. “Colocá-lo agora no ambiente que o presidente admite não respeitar o resultado das urnas anima essa aventura das vivandeiras que querem romper com o sistema democrático no Brasil, anima aqueles que querem autonomizar as instituições. Esse projeto não deveria ser votado nesse período até o resultado das eleições”, pediu o deputado Paulo Teixeira (PT-SP).
 
Mudanças
 
O deputado Cabo Junio Amaral (PL-MG) disse que aceitaria retirar o projeto de pauta para mudar as propostas. Uma delas seria a necessidade de deputados estaduais ou distritais chancelarem por maioria de votos a demissão do comandante-geral da PM, caso o governador queira substituí-lo antes do fim do mandato de dois anos.
 
Parlamentares que participaram da discussão do projeto disseram que até mesmo a liderança do governo Bolsonaro pediu ajustes no texto e manifestou ressalvas sobre as propostas. O governo Bolsonaro apoiou nos bastidores o adiamento da votação, conforme os deputados Subtenente Gonzaga (PSD-MG), Marcel Van Hattem (Novo-RS). Gonzaga ponderou que considera o debate uma pauta já superada no Congresso, mas de interesse legítimo dos profissionais de segurança e não uma ideia vinculada ao atual governo federal.
 
A ideia originalmente era discutida na lei orgânica das PMs, mas foi retirada após reportagens do Estadão mostrarem preocupações de especialistas em segurança pública e até de comandantes.
 
Às vésperas da eleição, porém, os parlamentares da bancada da bala retomaram a lista tríplice e passaram a analisá-la separadamente. Um projeto com teor similar chegou a tramitar e a passar na comissão em 2017, mas não foi adiante.
 
Na atual legislatura, essa foi a terceira vez que deputados da bancada da bala tentaram aprovar a tese.
 
Fonte - Notícias UOL

 


Fonte: Notícias UOL
Publicado em: 04/08/2022 22:04:45
Link: http://www.agenciasatelite.com.br/website/siteplus/noticia/noticia_detalhe_23a.asp?id=495&idRegistro=28340

MAIS NOTÍCIAS

BRASIL - Maria da Penha: lei que mudou combate à violência faz 16 anos e evolui

OBITUÁRIO - Corpo de Jô Soares deixa hospital em SP; velório e enterro serão restritos a familiares e amigos

FIM DA SAIDINHA DA PRISÃO: Câmara dos Deputados aprova projeto que extingue saídas temporárias de presos

BRASIL - Sob pressão, Câmara adia votação de PL que tira poder de governadores sobre PM

BRASIL - Bolsonaro promete manutenção do Auxílio Brasil em R$ 600 se reeleito

BRASIL - TSE responde Defesa sobre código-fonte e inspeção de urnas é marcada

BRASIL - Conselho pede cassação de Gabriel Monteiro: “Ter poder não é abusar”

ELEIÇÕES 2022 - Ministro da Defesa pede acesso “urgentíssimo” a código-fonte de urnas

BRASIL - Carro em alta velocidade atinge motocicleta e por pouco não atropela homem e bebê; VEJA VÍDEO

BRASIL - Vale-gás começa a ser pago em 9/8 com valor médio do botijão inteiro

BRASIL - Rato entra em bermuda e morde menino de 9 anos na escola

BRASIL - Entenda por que painel de Nossa Senhora Aparecida ficou intacto após fogo destruir carreta

BRASIL - Peão morre após ser pisoteado por boi durante montaria em rodeio, em Passa Quatro

ECONOMIA - Preços dos combustíveis nos postos voltam a recuar nesta semana

BRASIL - Operação resgata 337 trabalhadores de condições análogas à escravidão

JUSTIÇA - O homem que ficou 4 anos preso e só foi inocentado após enviar carta ao STF

COVID19 - Mourão sobre arquivamento de CPI: Era muita espuma e pouco chope

BRASIL - Morre o motorista de carro que explodiu enquanto era abastecido com GNV em posto na Zona Norte do Rio

BRASIL - Projeto de acesso à água potável no sertão do Piauí tem retorno 6 vezes maior que valor investido; conheça

BRASIL - CPI do aborto: é aprovada investigação de interrupção de gravidez de menina de 11 anos

BRASIL - Band demite repórter por suposta ‘apologia à violência’

ECONOMIA - “Em breve teremos um dos combustíveis mais baratos do mundo”, frisa Bolsonaro durante visita em posto de combustíveis em Brasília

BRASIL - Exército desmente notícia falsa divulgada pela Globo

BRASIL - ‘Kit amor perfeito’ para visita íntima é vendido em frente aos presídios em Maringá e faz sucesso

BRASIL - Nova Carteira de Identidade começa a ser emitida na próxima semana

BRASIL - Mulher consegue publicar livro com dinheiro que ganhou recolhendo latinhas, em Goiás

BRASIL - Licença PETernidade: empresas dão folgas a pais de pets

Viralizou: noiva esconde gravidez de 5 meses para revelar no casamento

Família pede ajuda para menina de 6 anos que perdeu movimentos após acidente de trânsito

Mortes em série: prisão para detentos LGBTQIA+ é parcialmente interditada em MG após crise humanitária

Foi Deus, diz motoqueiro salvo por capacete depois de cair e ir parar embaixo da roda de um ônibus; veja o vídeo

Bolsonaro aciona Zé Trovão para paralisar os caminhoneiros

1.571 denúncias de violência de vulnerável foram registradas em 2020

Ministros do TSE consideram crime Petrobras diminuir preço de combustível em ano eleitoral

Governo lança “RG único”; veja como será a nova identidade

Governo Federal lança Agenda Brasil para todos nesta segunda-feira (21)

Sobrevivente de Suzano morre eletrocutado ao pegar gato no telhado

Globo tenta LACRAR e esconder participação do Exército e do Governo Federal na tragédia de Petrópolis e bombeiro desmente ao vivo, “eles chegaram pr

VIDEO - CRIANÇA ESCAPA POR UM TRIZ DE SER ATINGIDA POR CAMINHÃO DESGOVERNADO; VÍDEO

Tempo médio de duração do casamento antes do divórcio cai para 13 anos no Brasil, diz IBGE

Maioria do STF vota para tornar Roberto Jefferson réu por homofobia e mais três crimes

Reserva é acusada de racismo por usar manequim preto quebrando vidro

Vídeo: tubarão-branco mata mergulhador que estava prestes a se casar

Temporal em Petrópolis deixa 106 mortos; 134 pessoas estão desaparecidas

Disseram que eu deveria ter morrido: o jornalista que sofreu mal súbito ao vivo na televisão

Por 10 votos a 1, Supremo decide validar federações partidárias nas eleições

Ministro da Justiça propõe MP para anistiar donos de armas irregulares

Demissão para não imunizados e passaporte vacinal voltam ao STF

Mãe pede à escola que filho de 9 anos seja reprovado para aprender a ler e escrever no Piauí: não reconhece as letras

Prefeito que presenteou 15 netos com carros de luxo diz que ato foi a realização de um sonho: Comecei trabalhando de empregado

Vítimas que morreram após queda de árvore sobre carro são da mesma família, diz polícia

Vídeo: mulher leva marido amarrado para se vacinar contra a Covid

STF e STJ cobram harmonia entre Poderes na abertura de 2022

Covid: após 5 meses, média móvel de mortes volta a ficar acima de 600

Bolsonaro apresentou melhora clínica após passagem da sonda e não há definição sobre necessidade de cirurgia, diz boletim médico